RUSSA - Entre Lisboa e Londres (prod. MAF)

RUSSA - Entre Lisboa e Londres (prod. MAF)
Stream/download: http://digital.kimahera.pt/entrelisboaelondres
Subscreve o canal para mais novidades!

Letra e voz: RUSSA
https://www.facebook.com/rap.russa
https://www.instagram.com/rap.russa
booking.russa@gmail.com
media.russa@gmail.com

Gravação, edição, mistura e masterização (som): Pedro Pinto @ Kimahera
http://www.kimahera.pt

Captação de vídeo: Katia Shipulina (Londres)
https://www.instagram.com/katiasship

Edição de vídeo: Tiago Mindrico
https://www.instagram.com/umindrico

Instrumental: MAF
https://www.facebook.com/youareMAF
https://www.soundcloud.com/m_a_fck
https://www.instagram.com/pedro.maf

Biografia:
RUSSA ou ЯUSSA é uma rapper de nacionalidade portuguesa nascida no Ribatejo.
Durante a sua infância e adolescência teve pouco contacto com o meio artístico e até com a música.
Aos 18 anos mudou-se para Lisboa estando muito mais exposta à arte urbana. Cerca de 3 anos depois começou a escrever os primeiros poemas. No entanto, apenas aos 22 anos surgiu o seu primeiro rap.
Desde que atingiu a maturidade mudou de casa mais de 10 vezes e morou em 5 países diferentes, entre eles a Rússia.
Depois de alguns projectos amadores, a rapper lança em Março de 2018 o seu primeiro álbum. Desta vez numa vertente mais profissional e ambiciosa.

Letra:
Viagens de avião
Ordenados gastos com um engate de Verão
Juntos com o desgaste que traz uma relação
Oficializada pela troca de estação
Tranca ao coração
E deves tê-lo feito a 7 chaves
Jogaste uma cartada só com ases
Fazes diminuir entraves
Fases que passámos juntas, tantas.
Muitas cartas então pensa quantas frases dama
Foram da Lisa a Londres.
Quantos quartos, camas, Skypes para manter a chama
Entre Lisboa e Londres?
Desacatos, dramas pelas damas que tu gramas,
Seja na Lisa ou Londres.
Mesmo estando longe, prometes que não escondes
Zero escamas, não enganas. Vês-te em tramas só pela fama.
Dizes tu... estupidamente acredito.
Pita, a mente eu abri-te.
Fiz-te crescer ao dar-te abrigo.
Fico e fito o teu rosto.
Vi-te exactamente o oposto.
Finto o teu gosto, dou-te um posto permanente do meu lado
Já compensaste o investimento
Xaxo está no sangue, fella
Santarém era o canto dela
Este peito o canto que ela quer
Este feito o conto dela
Cesto cheio ponto nela
Cela as almas, une , trela
Amor imune a novelas.
Falam, falam... tudo tellers.
O trono é teu... tu tutelas.

----- REFRÃO -----

Cenas, ciúmes, assumes gostar.
Travas o lume, para evitar queimar.
Travas o fumo, para evitar pensar.
Trevas no fundo fazem-te evitar
Um começo novo
Mas eu vou de cabeça digo gata ouve
"Confia, cativa-me. Fazia-te cativa.
Diva, o medo eu removo
Eu vou dar-te um começo novo!"

(BIS)

------------------------------
Ela não acredita diz "duvido"
Por ti mudei para o Reino Unido
Fui à boleia do cupido
Para manter o nosso reino unido.
Orgulho ferido,
O meu pai diz estar-se a sentir ofendido
Não aprova. Eu provo o amor proibido.
Numa trova estorvo o incompreendido, mas
Adoro a nuca à nora com as promessas e essas...

----- REFRÃO -----

Cenas, ciúmes, assumes gostar.
Travas o lume, para evitar queimar.
Travas o fumo, para evitar pensar.
Trevas no fundo fazem-te evitar
Um começo novo
Mas eu vou de cabeça digo gata ouve
"Confia, cativa-me. Fazia-te cativa.
Diva, o medo eu removo
Eu vou dar-te um começo novo!"